quinta-feira, novembro 15, 2007

Estado rosa

Das gazetas e agências: "O Estado espanhol vai indemnizar todas as pessoas que foram perseguidas durante o franquismo pela sua orientação e identidade sexual". A proposta foi da Esquerda Unida, tem o apoio do PSOE e já há uma verba de dois milhões de euros destinada ao efeito no Orçamento Geral de Estado. Qualquer maricón que ouviu uma chufa numa rua de uma cidade ou vila espanhola quando Franco estava vivo, qualquer sapatona frustrada, qualquer mutante recalcado, vai agora arvorar-se em vítima de "perseguição sexual fascista" e reivindicar a sua quota parte de euros. Não são só os "vermelhos" que andam a esfregar as mãos de contentamento em Espanha. Agora são também os "rosas". E imaginem a quantidade de espertalhões e espertalhonas que vão fingir que sempre andaram em contramão sexual mas tiveram medo de o dizer para não levarem chanfalhadas da Guardia Civil, ou foram impedidos pela intolerância franquista de deixarem de ser Pacos e passarem a assumir-se como Carmens, para abicharem uma gorda indemnização. Mas porque é que a ETA não aparece quando é realmente precisa?

11 Comentários:

Anonymous Anónimo said...

Então e os mártires católicos e monárquicos? São vítimas de segunda quando comparados com os maricons?

10:23 da tarde  
Anonymous zé paulo said...

Que porqueira! Esse Zapatero está a transformar a Espanha no paraíso do esquerdismo revanchista e dos invertidos, fufas e abortos sexuais. E a culpa é do merdas bacoco do Aznar...

10:23 da tarde  
Anonymous Astray said...

Consta que a lei das indemnizações prevê um conjunto de suplementos à indemnização base, a saber:

i)Em caso de sodomização de homosexual com baioneta, 1000 euros de suplemento

ii) Se os franquistas tiverem utilizado o método Garcia Lorca,com bandarilha no final, o beneficiário auferirá 1220 euros

ii) Caso se tenha verificado uma execução de transsexual com garrote nas partes, 1500 euros

iv) Já um "Pinochetazo" heterosexual em Lésbica assumida importará 2000 euros

v) Foi previsto um suplemento extraordinário de 4000 euros se as vítimas das sevícias descritas forem, simultaneamente, negros ( da Guiné Equatorial, presume-se), ciganos, bascos e catalães.

A indemnização aos próprios ou aos herdeiros pode ser prestada, parcialmente, em espécie, com 5 anos de entradas grátis nas discotecas gay do bairro de la Chueca de Madrid, ou com a prestação de serviços ao domicílio do "Welfare Gay", um novo serviço púbico ( público queria dizer), do Estado espanhol

11:58 da tarde  
Anonymous milan said...

Falta ainda o subsídio em «vouchers» de compras na secção de Mulheres do El Corte Inglés para os transexuais a quem os Guardias Civis perseguiram para os espancar, e partiram os saltos dos sapatos na fuga ou rasgaram os vestidos na queda.

12:19 da manhã  
Anonymous El Corte Interrompido said...

Não sou maricón nem espanhol, nem era vivo nessa altura, mas uma vez fizeram-me uma espanholada mal feita, e a tipa não me devolveu o dinheiro! Qual é o número da embaixada espanhola? Também quero ser indemnizado!

Já agora também vão dar indemnizações aos que têm sonhos molhados com a PIDE ou com Salazar? Ainda não tive mas posso vir a ter!

12:53 da manhã  
Anonymous tutas said...

Não falem muito alto, senão ainda dão ideias ao roto do Sócrates...

1:22 da manhã  
Anonymous Patriota said...

Francisco Louçã e Miguel Portas requereram já as suas justas indemnizações devido às brutais e repetidas sevícias infligidas através de bastões por 12 fascistas da Guardia Civil, na fronteira luso-espanhola em Junho de 2002.

Na altura os respeitáveis deputados seguiam rumo a uma manifestação em Sevilha, mas o neo-franquismo não os deixou passar da fronteira.

A maioria rosa do parlamento português aprovou já a decisão de requisitar os guardias espanhóis envolvidos nesta operação. O objectivo é fazer uma reconstituição dos acontecimentos, que será realizada durante a próxima festa privada das bancadas de esquerda.

6:00 da manhã  
Blogger Leocardo said...

Que grande arraial que arranjaram por aqui. Na verdade esta lei visa indemnizar vítimas do regime franquista cujas prisões arbitrárias ou torturas devido à sua orientação sexual ESTEJAM REGISTADOS NOS AUTOS DA GUARDIA CIVIL! Não basta ter 70 anos e dizer que foi "perseguido devido à sua orientação sexual" para levantar o cheque. Tenham um bocadinho mais de juízo e evitem inflamar o fórum.

3:59 da tarde  
Anonymous tiroliro said...

Cá para mim cheira-me que foste mas foi sodomizado por um Guardia Civil, gostaste e agora ainda vais pedir indemnização...

7:26 da tarde  
Anonymous Patriota said...

Leocardo disse... «...esta lei visa indemnizar vítimas do regime franquista cujas prisões arbitrárias ou torturas devido à sua orientação sexual...»

Então mas indemnizar apenas as pessoas de determinada preferência sexual não é discriminação sexual? As vítimas heterossexuais são menos importantes que as homossexuais? Onde está a apregoada "igualdade"? Se indemnizassem apenas as vítimas heterossexuais, excluindo as homossexuais, haveria logo um escândalo internacional, não haveria?

Justamente por não termos perdido o juízo não engolimos este discurso hipócrita dos "coitadinhos", ainda por cima quando os "coitadinhos" são os primeiros a discriminar.

8:58 da tarde  
Anonymous Astray said...

O patriota pôs o dedo na ferida

Se por exemplo o batalhão mouro ao serviço dos nacionalistas (composto por uma boa parte de panilas à moda do Rife)tiver sodomizado prisioneiros republicanos e anarquistas heterosexuais, estes não terão direito a ser indemnizados à luz desta lei iníqua. Eis um bom argumento para a impugnar junto do Tribunal Constitucional espanhol por violação do princípio da igualdade.Todos sodomizados, todos iguais.

10:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home