sábado, setembro 20, 2008

Vá, continuem a legalizá-los

Das televisões: "Foi detido na Guarda um ucraniano na posse de armas, munições e explosivos em grande quantidade. O ucraniano vive em Portugal há sete anos e está legalizado».

7 Comentários:

Blogger Leocardo said...

Se está legalizado, qual é a diferença entre ele e um português que faça a mesma coisa?

5:33 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Nunca o devia ter sido.

12:26 da manhã  
Blogger VML said...

E, tal como acontece aos portugueses no Canadá e EUA*, ser repatriado para a sua terra natal.


* Note-se que é um argumento muito usado pela esquerda, o facto dos portugueses também emigrarem, esquecem-se é do resto.

4:37 da manhã  
Blogger Leocardo said...

Se foi legalizado, não foi por ter explosivos ou armas.

7:41 da manhã  
Anonymous Ricardo Zenner said...

Há aqui uma grande trapalhada - propositada, é claro - que indicia uma montagem do desgoverno abrileiro. Com efeito, segundo as notícias (falsas como judas, como sempre) dizem que o sostrova foi apanhado num «carro roubado» com um «arsenal de explosivos, munições e armas», e que o juíz (tentam sempre culpar os juízes) o deixou ir embora com TIR (termo de identidade e residência) e apresentações periódicas. Depois, vêm uns senhores (?) à TV debitarem que a culpa é da moldura penal, que só prevê prisão preventiva para crimes com pena superior a três anos, e que há que alterar a LEI DAS ARMAS.

Ora bem, só o facto do sujeito ser apanhado num carro roubado, dava-lhe uma pena superior a três anos - quanto mais levando o arsenal que dizem que ele levava.

Assim, das duas uma: ou o juíz não soube fazer a subjunção jurídica e falhou redondamente (quiçá sob «ordens»), ou então o detido foi-lhe apresentado por crimes de natureza muito diferente da cozinhada, crimes esses que não lhe dariam a prisão preventiva.

Assim, o que mais parece provável é que o sistema esteja a querer matar dois coelhos de uma cajadada, com mais esta inventona: 1. atacar os juízes (mais uma vez) perante a opinião (?) pública: 2. alterar a lei das armas para desarmar por completo a população, de modo a que ela não se possa defender.

Só que o tiro sai-lhes pela culatra, já que o sostrova é mais um a quem os abrileiros abriram escancaradamente as portas, reforçando a nossa convicção de que é necessário acabar de vez com esta invasão.

Ademais, as armas apresentadas na TV levantam dúvidas: uma é uma vulgar pressão de ar, e outras estavam em tal estado de oxidação que não poderiam nunca funcionar. Assim, cresce a convicção de que se trata da montagem citada atrás, e que os tratantes foram a uma arrecadação de armas confiscadas buscar tudo o que pudessem mostrar.

O que não iliba de forma alguma o sostrova, nem os filhos-da-mãe que montam estas atoardas.

Saudações.

12:59 da tarde  
Anonymous antero said...

Tem toda a razão, Ricardo. E na origem de tudo isto está a legalização de gente às três pancadas, e pior ainda, a atribuição da nacionalidade em regime de saldo. Os políticos são *todos* culpados destas decisões suicidas.

2:04 da tarde  
Anonymous Manuel Gonçalves Ferraz said...

Fico descontente por não haver uma direita a sério e com ideias no meu país. Sempre com a velha treta da "culpa" dos emigrantes. Bem se vê que são todos um bando de alfacinhas! Só em Lisboa é que esse discurso pode pegar...E mesmo aí não sei porque apesar de muitos dos crimes serem practicados por emigrantes também há muitos portugueses que conhecem e se dão bem com emigrantes e não vão nessas tretas! Ainda bem que pelo menos neste post falaram de um caso da Guarda!!!

Aqui no Porto ninguem vai na treta de associar o crime à emigração. Sabem porquê? Porque quem rouba e mata aqui, na maioria dos casos, são aqueles rapazinhos brancos (versão portuguesa - nao confundir com ucranianos) de bonézinho e brinco de ouro fácilmente confundidos com elementos da claque do meu FCP...

Está na hora de vocês que tem voz na internet e nos jornais se deixarem de tretas sobre pretos e ucranianos e pedirem mais força para a nossa polícia, medidas mais duras, em certos casos atirar para matar (seja portugues, preto ou ucraniano)!

8:58 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home