domingo, setembro 28, 2008

Direita nacionalista arrasa na Áustria


Nem tudo são más notícias. Tal como as sondagens antecipavam, os dois partidos do bloco central sofreram este domingo, uma derrota histórica nas eleições antecipadas para o parlamento austríaco.Os sociais-democratas que ficaram na dianteira, com 29,7%, sofreram uma queda de -5,6% (um dos piores resultados da sua história). Quanto aos tremebundos democratas-cristãos, estes foram os grandes derrotados, obtendo 25,6% e caindo -8,7 %.

O grande triunfo do dia coube ao Partido da Liberdade, do jovem Christian Strache, cujo programa político é mais consistente do que o vademecum existente no tempo da liderança de Haider (no plano das políticas europeia, políticas sociais de apoio às famílias austríacas, apoio às PMEs e ainda às políticas de segurança e de imigração) e que obteve na votação 18% (+ 7%). Mas a vitória coube, também, à Aliança para o Futuro da Áustria, da direita radical populista, que com uns inesperados 11% ( + 6.8%), fez o seu líder Jörg Haider, governador da Caríntia, experimentar uma verdadeira "ressurreição de Lázaro" (ambos na foto).

Os resultados finais só serão divulgados, depois de abertos os votos por correspondência (que envolvem cerca de 9% do eleitorado), o que ocorrerá no dia 6 de Outubro.

Se não integrarem a próxima coligação (Strache avisou que só se coligaria com os partidos do centro se obtivesse a pasta do interior e plenos poderes em política de segurança e imigração), os dois partidos nacionalistas só terão a beneficiar com a reedição do bloco central, pois este enfrentará o desgaste da crise económica e não ultrapassará dois anos de sobrevivência, sendo previsível então uma vitória decisiva da direita. De notar o facto de o partido da Liberdade ser o segundo em Viena e um dos que detém melhor implantação na juventude e no operariado. Tirando o Vlaams Belang, trata-se de um fenómeno invulgar na Europa.

Entretanto, nós por cá, nem Partido da Liberdade, nem Alianza Nazionale, nem Forza Italia nem sequer Partido Popular. A nossa melhor oferta eleitoral são os Manueis Monteiros e os Ginjas; os Portas e Lilós Nobre Guedes; e, ainda, os Marcos Antónios, os sarnentos, os Anões da Trofa, os Ferraris de Gaia e as bruxas de Eastwick. É fascinante! Temos o que merecemos!

6 Comentários:

Blogger Sila said...

Pequena Correcção ao meu texto postado: A Forza Italia e a Alianza Nazionale são hoje tendências organizadas do Popolo della Libertá.

12:02 da manhã  
Anonymous Suckling pig said...

Nem tudo é mau em Portugal. Pelo menos temos o PNR e os seus Hammerskins porradeiros...

1:00 da manhã  
Anonymous Fross said...

Os Hammerskins ? Tenha piedade. Prefiro o tal Ginjas do Monteiro...

1:36 da manhã  
Anonymous J. Telles said...

"Austria is different"! E por cá chafurdamos no pântano centrista. Direita? Nem vê-la, extrema ou outra.

1:42 da manhã  
Blogger pvnam said...

---> Os Nacionalistas são uma colecção de PARVALHÕES... irremediavelmente condenados ao caixote do lixo da História: é uma questão de tempo...
De facto:
1º -> A taxa de natalidade dos 'descendentes de Obikuelus' (e afins) é muito superior... consequentemente, eles estão com uma evolução demográfica imparável...
2º -> Os casos do Kosovo, da Quinta da Fonte 2008, etc... são exemplares: ao perderem o controlo demográfico da situação... os nacionalistas irão ficar completamente à mercê dos 'descendentes de Obikuelus' (e afins)...
3º -> Quando dominarem demograficamente a situação... acontecerá um Novo Tratado de Tordesilhas [7 de Junho de 1494]: os 'descendentes de Obikuelus' [Africanos, Árabes,etc.] irão efectuar, entre si, a divisão/partilha da Europa!...

Nota: o desmoronamento da BASE SOCIOLÓGICA que esteve na sua origem... irá inevitavelmente provocar [só os parvalhões é que não vêem isto] o desmoronamento das nações europeias.
{Obs.: É óbvio que as nações europeias já têm encontro marcado com o CAIXOTE DO LIXO da História}

11:57 da tarde  
Anonymous nelso said...

Ó Jquimmmmm, ven aí o Hilter!

1:36 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home