domingo, maio 04, 2008

Paneleirices

A manchete do «Público» de ontem não deixa dúvidas: «70% dos portugueses consideram que as relações homossexuais são "erradas"». Para a brigada do politicamente correcto, percebe-se que são números "preocupantes". Na notícia, baseada no Inquérito Saúde e Sexualidade (2oo7), feito pelo ICS, uma das autoras, utilizando o jargão dos sociólogos bem-pensantes, não hesita em afirmar que "Portugal ainda é um país homofóbico". "Ainda"... porque com certeza os "donos da verdade" estão a trabalhar para mudá-lo.

É curioso como aqui a opinião da maioria é mal vista. Nestes casos o povo é ignorante, retrógrado e sei lá que mais. A investigadora fala em "masculinidade tradicional e homofóbica em Portugal" e fica surpreendida com a opinião dos jovens: "Estava à espera de algum conservadorismo, mas esperava valores mais baixos nas gerações mais novas".

Outro dado curioso é a "queda" (mas alguém alguma vez acreditou nisso?) do mito dos 10% de homossexuais, já que apenas 0,7% se assumem como tal.

Mas não se preocupem, logo teremos o excepcional (des)governo a "tratar" disto. Aí virão os casamentos homossexuais, o direito destes à adopção, etc. E tudo perante a passividade, quando não cumplicidade, das direitas curvas. Como dizia o outro: qualquer dia é obrigatório!

2 Comentários:

Blogger Motim said...

Se, de acordo com a lógica dos autores do estudo, 70% dos portugueses são homofóbicos, então os restantes 30% são heterofóbicos.

6:11 da tarde  
Blogger Jacinto said...

Mas este país não tem problemas?
Perde-se tempo e dinheiro com estas paneleirices porquê e para quê?
Por que é moda "lá fora"?

10:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home