quinta-feira, julho 03, 2008

Outro que se ri


Quem se pode rir também é Joe Berardo. O seu Museu Colecção Berardo faz um ano a contabilizar um pouco mais de meio milhão de visitantes - se bem que com bilhetes de graça. Quem já não se rirá é o contribuinte, tenha ou não interesses culturais. O espaço do CCB - instituição pública, recorde-se - onde se encontra o Museu Berardo era o do antigo Centro de Exposições, pelo que os portugueses perderam um local onde chegavam do estrangeiro, anualmente, grandes exposições de artes plásticas e de fotografia, para ficarem com uma colecção de interesse e qualidade muito irregular, cheia de palha, tralha e de embustes de "arte" contemporânea. E como "não há almoços grátis", convém recordar que os visitantes do Museu Colecção Berardo que ficam todos contentes por o poderem percorrer à borla, e participarem hoje e amanhã na festa do primeiro aniversário sem pagarem um cêntimo, são os mesmos cujos impostos mantêm o CCB, agora sem Centro de Exposições, e o museu que o Estado deu de mão beijada ao muito risonho Joe Berardo.

6 Comentários:

Blogger NSR said...

Por ser a única via possível de anuncio do meu humilde blogue, remeto para esta caixa o endereço do mesmo na esperança de uma visita sua. Bem haja.

O mesmo ainda se encontra em fase experimental, no entanto passará ainda este verão a ser um programa de rádio em português de e para nacionalistas.

http://voznacionalsocialista.blogspot.com/

10:31 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Esperto é ele, nós é que somos os tansos.

10:43 da tarde  
Anonymous Andy Arsehole said...

A imagem sugere que o homem já se considera ele próprio um daqueles objectos de pop-arte com que tão generosamente se brinda o público à custa do seu erário...

6:49 da tarde  
Blogger caodeguarda said...

Tansos desde a XVII Exposição, que foi com o CCB que o sr.silva inaugurou aquilo que passou a ser conhecido nas obras públicas como "derrapagem orçamental"... e nós pagamos...

11:25 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mas como vai ser construído um módulo só para exposições, ficamos com as duas coisas, ou não? Tansos quem?

12:41 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Este anónimo tem razão: há gente para quem o mundo se analisa de oito em oito dias, às quartas-feiras. E sempre cheios de óbvios, evidentes, implícitos e outras espertezas. Quando se aponta a lua a um idiota ele só vê a ponta do dedo que tem à frente do nariz.

12:44 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home