sexta-feira, outubro 10, 2008

A minha alegre casinha (3)



Ao som do clássico Our House, dos Madness, eis o pódio da cedência de casas do património público da Câmara Municipal de Lisboa a privados, por presidente:

Medalha de Ouro: João Soares, 281 casas.
Medalha de Prata: Krus Abecassis, 200.
Medalha de Bronze: Santana Lopes, 155.
Menções Honrosas: Jorge Sampaio, 153.
Carmona Rodrigues, 112.
António Costa, 69 (e ainda não acabou o mandato).

7 Comentários:

Anonymous zé lisboeta said...

E assim se vê que a distribuição de casas camarárias em Lisboa a amigos, camaradas, compadres, comparsas, amantes, «famosos» e outros, foi uma das grandes conquistas de Abril.

1:11 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

25 de abril sempre!
Faxismo nunca mais!
Bis,
bis,
bis,
ah?
Já chega?
Posso continuar?
Vão cortar?

Cabo Clemente

3:47 da tarde  
Anonymous antero said...

Se me tivessem dado uma casa da câmara com uma renda ao preço da uva mijona, também dava vivas aos 25-A, ora não!

4:17 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mas o Santos e Castro deu mais casas que qualquer um dos que falam...

9:07 da tarde  
Anonymous Dr. Blaha said...

Sim? Quantas já agora?

10:53 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Então ?! Amigos??
De quem? Vai-se ver, e anda por aí esquecido o Vasco Franco. Não lhe façam, p.f., uma injustiça dessas... É «grosso calibre». Por que é que não chateiam, lá pelo s
Sul, o outro, o tal do «Presidente-Apartamento», autodenominado o «Dr. Escurinho» ??

11:17 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A comezaina camarária é à esquerda e à direita. Mais uma prova de que este sistema pseudo-democrático está podre, mas tarda em cair.

4:24 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home