quinta-feira, novembro 29, 2007

A verdadeira cara

Os acontecimentos, os comentários e as notícias e artigos nos media em redor do debate sobre os limites da liberdade de expressão, que levou esta semana dois "malditos", o historiador David Irving e Nick Griffin, líder do BNP, à Sociedade de Debates da Universidade de Oxford, demonstram à saciedade que a queda da URSS e o desaparecimento da ameaça comunista levaram as "democracias" ocidentais a mostrar a sua verdadeira e feia cara, sob a máscara tolerante das "liberdades" e da "igualdade": é a cara do estalinismo. E já nem a liberal Grã-Bretanha escapa aos seus tiques, esgares e linguajar.

4 Comentários:

Anonymous Anónimo said...

Uma vergonha. E ironia das ironias, era um debate sobre a liberdade de expressão que os amigos das "liberdades" e os "antifas" raivosos quiseram impedir.

1:57 da manhã  
Anonymous Jotapê said...

E já viram o que se passa aqui ao lado,com a campanha terrorista lançada contra Pio Moa?Convém acompanhar já que é paradigmática dos regimes "progre" : repressão e calúnia para os "desafectos";total liberdade e protecção para comunistas e extrema esquerda.

12:44 da tarde  
Anonymous jorge said...

É o punho de ferro do pensamento único.

3:40 da tarde  
Anonymous laughman said...

Mas como é que o homem deu uma cambalhota daquelas?!
São sempre os piores, os born-again. É que para apagar o que está para trás tem que se produzir em dobro.

3:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home