sábado, julho 05, 2008

Puxar pela memória

Sempre que se fala no projecto do Museu Salazar, em Santa Comba Dão, a esquerda puxa logo da "memória". A dela, claro, a do "antifascismo". Um dos muitos problemas da esquerda portuguesa é que, entre outras coisas, julga que tem o exclusivo da memória histórica.

2 Comentários:

Anonymous Fosfoglutina said...

É bem verdade.

Para quando o Museu do Tio José, cheio de amanhãs cantantes e sóis da Terra que aquecem os corações?

Até lá podiam meter os rapazes do Bloco, mais os da neo-direita paleo-maoísta como porteiros e guias, armados com o pensamento invencível dos vários tios beneméritos tão rápida e injustamente caídos no esquecimento das forças humanistas...

As massas aguardam a recuperação da memória.

6:39 da tarde  
Blogger bernard n. shull said...

hi mate, this is the canadin pharmacy you asked me about: the link

5:10 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home