terça-feira, janeiro 29, 2008

O progresso

Ontem, a SIC mostrou uma longa e elucidativa reportagem sobre os portugueses que vão, cada vez em maior número, trabalhar na construção civil em Espanha durante largas temporadas. Os vários entrevistados, todos operários qualificados, declararam-se muito satisfeitos com os ordenados altos, as boas condições de trabalho e os vários privilégios paralelos de que gozam, caso da habitação paga, dizendo ainda que trabalhavam "com muito mais gosto" na Galiza ou em Valladolid (entre outros sítios) do que por cá, mesmo que tivessem que dar mais horas de trabalho por dia aos patrões. É este o "Portugal que progride" de Sócrates? Progride, para onde? Para Espanha?

12 Comentários:

Blogger expressodalinha said...

O que não seria nada mau!

11:19 da tarde  
Anonymous Patriota said...

E ainda dizem que o Estado Novo é que "obrigava" os portugueses a emigrar...

expressodalinha, a porta (fronteira) está aberta!

2:04 da manhã  
Anonymous zé paulo said...

Eles vêm cá comprar-nos aos bocados, nós vamos lá trabalhar. Belo negócio, sim senhora.

2:25 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Eu cá sou cada vez mais iberista...um dos problemas são os portugueses da vossa laia!

10:50 da manhã  
Anonymous bernardo said...

O meu problema são os iberistas da treta.

8:26 da tarde  
Blogger expressodalinha said...

Iberista também eu sou. Resta saber quem manda!

1:22 da manhã  
Anonymous portugal said...

Agora manda Espanha. E manda com dinheiro.

2:10 da manhã  
Blogger FSantos said...

Como diz José Hermano Saraiva, cada português que emigra é menos um português desempregado em Portugal.

3:04 da tarde  
Anonymous zé lisboeta said...

Ó FSantos, está a ser irónico, ou pelo contrário?...

9:03 da tarde  
Anonymous Patriota said...

"expressodalinha" e "anónimo" volto a repetir, a fronteira está aberta, o maior favor que os "portugueses" iberistas como vocês podem fazer a Portugal é emigrarem todos.

Vão para Espanha e verão o que vos acontece. É que os espanhóis são patriotas, dão o sangue pela sua Pátria, e tratam com o desprezo devido todos aqueles que renunciam à sua identidade e nacionalidade. Não é por acaso que o país deles evolui, eles nunca permitiram que se fizesse um "25 de Abril" espanhol.

11:39 da tarde  
Blogger FSantos said...

Porquê irónico, Zé Lisboeta? Enquantos os portugueses emigram Portugal vai recebendo imigrantes; ambas as situações são vistas com bons olhos pela malta que nos desgoverna.

11:22 da manhã  
Anonymous zé lisboeta said...

OK! Bem me parecia que era isso! Cumprimentos.

2:21 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home