terça-feira, fevereiro 26, 2008

A Maria tem dois papás


A ilustradora e autora de livros infantis Manuela Bacelar publicou há dias uma nova obra para crianças, O Livro do Pedro (Maria dos 7 aos 8). A protagonista da história, Maria, é uma menina que tem dois pais, o Pedro e o Paulo. Já perceberam o conceito do livro: "explicar" às crianças o que são as famílias homossexuais e "habituá-las" a esta ideia. Manuela Bacelar disse a uma revista que as personagens de Pedro e Paulo "são dois homens homossexuais, como podiam ser dois pássaros ou dois gatos, quero apenas mostrar que isto é normal". Por este andar, e com autoras de livros infantis como esta a ajudar, os meninos e as meninas anormais serão os que têm um pai e uma mãe.

25 Comentários:

Anonymous antero said...

Fogo, que impressão. Isto está a ficar insuportável. Qualquer dia fazem uma lei contra a heterossexualidade.

3:22 da manhã  
Anonymous Ricardo Zenner said...

Caro Vítor: mesmo dentro da aberrante «cultura» gay, a «historinha» arrepiante tem um erro crasso: os gays adoptam quase sempre (é regra lá deles) crianças do mesmo sexo, pois as características do sexo oposto parecem causar-lhes repulsa (!!!). Também fazem isso para «endoutrinar» a pobre criança no desvio sexual/doença de que padecem (e eles não venham com desculpas porque é mesmo isso - a regra da Natureza É a heterossexualidade).

Em minha opinião, os gays (que raio de nome arranjaram) deverão ter a liberdade de fazerem o que quiserem COM ELES PRÓPRIOS. O que não têm, e isso deveria ser-lhes vedado, é o direito de adoptarem crianças que depois serão endoutrinadas na dita aberração, como que para espalhar o vício. Assim como não têm o direito de impôr à força os seus gostos (ou desgostos) pessoais aos outros.

Contudo, não passam de uma minoria muito reduzida, que faz muito barulho para dar nas vistas e para parecer que são mais do que na verdade são.

Mas é claro que estes doentes agradam aos globalistas neo-liberais: ajudam-nos a reduzir a população, já que tais «casais» são naturalmente estéreis, e irão levar a que as crianças por eles adoptadas também o sejam.

Enfim, que essa minoria barulhenta e patética (quando berram para serem ouvidos acima dos outros) se compenetre que, para nós, heterossexuais, a homossexualidade é tão - ou mais - repugnante quanto para eles o é a normalidade. E que se lembrem que «eles» (e «elas») não representam mais do que 2% da população. E, se há «democracia»...

A Natureza tem por regra a normalidade, e esta é a heterossexualidade. De contrário, estaria a cometer o suicídio, pela extinção das espécies.

Saudações.

1:58 da tarde  
Anonymous carla said...

Não! À adopção de crianças por homossexuais! Não ao casamento homossexual! Sim! Às políticas pela família!

7:35 da tarde  
Anonymous antifa said...

Seus grandes xenófobos!!!

11:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Coitados dos que se dizem «antifascistas»... Nem sabem o que quer dizer «xenófobo»!

12:02 da manhã  
Anonymous jorze said...

Além de gostarem de maricagem, são burros.

12:29 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Epa eu podia fazer um grande comentario, altamente cerebral e baseado em estatisticas e tudo o mais... mas apenas vou dizer: morte a esses filhos da puta e a todos os que dessiminam a sua cultura degenerada...

3:55 da tarde  
Anonymous mulher BE said...

Cães nazi-fascistas, homófobos, intolerantes! Viva a diferença! Viva a cultura homossexual!

5:11 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Vai tomar banho, mulher BE, que até aqui cheiras mal!

7:46 da tarde  
Anonymous Ricardo Zenner said...

Ò Mulher Be, não vês que estás a ser anti-natura? A Natureza - que te criou - tem por base a heterossexualidade, para a sobrevivência da espécie, e tende a eliminar os desvios que dão no contrário, ou seja, na extinção. A homossexualidade é um desses desvios, biologicamente falando.

Isto nada tem de «homofobia», é pura e simplesmente biologia e genética.

Agora que qualquer pessoa tem o direito a ser «homo», de acordo. Mas não tem é o direito de impôr isso aos outros que o não são.

E, se nós, heterossexuais, temos repulsa da homossexualidade, isso não significa que sejamos «homofóbicos» ou outro disparate do género, na «novilíngua» do «pensamento único». É simplesmente a reacção biológica natural e involuntária a uma prática que a Natureza tende a eliminar. Do mesmo modo que a maior parte dos gays têm horror à heterossexualidade. Serão por isso «heterofóbicos»?

Pense um pouco antes de escrever slogans que demonstrem um total desconhecimento das leis da Natureza. Uma coisa é respeitar os direitos dos outros - minorias ou maiorias - outra, bem diferente, é dizer que se respeitam mas depois atacam tudo e todos que não são como eles.

E, cara amiga, o Nazismo e o Fascismo não têm nada a ver um com o outro, em termos de ideologia. O Fascismo de Benito Mussolini até era, na essência, socialista marxista (não-leninista e não-internacionalista), veja lá! E o seu Manifesto tinha por título «Fascismo, Realização Proletária»...

O Nazismo, por seu lado, tinha profundas raízes místicas, com base nos naturalistas da Sociedade Thule, e com ligações a ideologias hindús muito antigas - a suástica é disso exemplo. Nada tinha a ver, como disse, com o Fascismo italiano.

O que acontece é que meio século de desinformação baralhou completamente os conceitos e espalhou uma ignorância política crassa.

E, se me contrapuser que tanto o Fascismo como o Nazismo eram ditaduras, direi que é verdade, mas que o Comunismo soviético também o era, e que as imposições neo-demo-liberais de hoje também o são. E que não há nenhum regime de Esquerda que seja livre e estável. E as democracias são apanágio da mediocridade - na melhor das hipóteses - e caminho aberto para totalitarismo oligárquicos na outra (infelizmente é ao que estamos a assistir).

Já Platão dizia que a democracia era o segundo PIOR sistema político possível, logo a seguir ao totalitarismo. Será que em 2500 anos não se aprendeu nada e se continua a querer impingir um sistema absurdo e podre como salvífico?

Saudações

8:30 da tarde  
Anonymous mulher BE said...

Conversa de chacha fascista e homófoba! Viva a diferença, homens com homens e mulheres com mulheres é sinal de liberdade! Pelo casamento homossexual, pela adopção homossexual, a luta sexual é parte da luta política maior!

10:30 da tarde  
Anonymous Ricardo Zenner said...

Ó mulher BE! Tens o cérebro completamente bloqueado e inquinado! Tentei ser cortês, informar-te, mas afinal não vales o tempo perdido. Ainda por cima só ofendes. Se calhar a diferença é essa: vocês são lixo e querem ser lixo. É pena...

E lembra-te: a Natureza encarrega-se de extinguir as aberrações. E está-se nas tintas para as pseudo-libertariedades...

10:44 da tarde  
Anonymous antifa said...

mulher BE é isso mesmo!!! Dá aí nesses porcos nazis-fascistas! Deviam ser todos exterminados!

São ignorantes e desconhecem que todos os animais podem ser homossexuais. A chamada heterossexualidade é algo imposto pela educação conservadora e fascista. Nem sabem o que perdem. Homossexuais ao poder já!

12:07 da manhã  
Anonymous ó-és-tão-linda said...

Bem me parecia que o antifa jogava no outro clube!

12:28 da manhã  
Anonymous Augusto said...

Outro «antifa» ignorante! É claro que os animais, tal como o ser humano, podem ser homos... mas continua a ser a aberração de que o Zenner falava. E não se reproduzem, que é uma forma da natureza limitar os danos.

E essa de exterminar todos os nazis... DEpois dizem que os maus somos nós! Cambada de imbecis, que só tem porcaria na cabeça...

10:20 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Sejam rotos e fufas à vontade, não queiram é casar-se nem adoptar crianças.

3:52 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Meus caros, então... Um pouco de tolerância perante a liberdade de "orientação sexual". Hoje será o casamento homossexual e a adopção por homossexuais; amanhã a redução da idade núbil para os oito anos e a proscrição desse termo retrógrado chamado "pedofilia"; e depois de amanhã, a união de facto entre humanos e o escaravelho da batata.

Será, seguramente, um mundo culturalmente mais fascinante e biologicamente mais próximo das personagens galácticas do "star wars".

Quanto à mulher BE, se fosse gira como a Joana Amaral Dias ainda aceitaríamos condicionalmente os seus comentários, se nos fizesse por webcam uma sessão de "lesbian chic". Mas pelos vistos, pela linguagem de "orc" que utiliza,não deve passar de um sapatão medonho, com pelagem nas pernas, odores tóxicos e bigode à cossaco do Don. Não tem , portanto, utlidade marginal para coisa nenhuma, nem sequer para receber um "post" indignado dos bons confrades deste blog.

Sila

3:48 da tarde  
Anonymous mulher BE said...

Você, além de fascista e machista, é imundo!

7:39 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Cala-te, pá! Gaja anormal!

7:43 da tarde  
Anonymous rodrigo said...

Há menos maricagem do que se pensa, têm é peso a mais nos media e entre os ditos «bem-pensantes» que fabricam as opiniões e fazem a cabeça das massas. Essa é que é essa.

1:17 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

"... Homossexuais ao poder já". É desnecessário fazer este pedido, eles já lá estão desde Abril. Daí a protecção de que a minoria beneficía justamente pelo facto de eles - políticos no poder - o serem.
Ricardo Zenner, parabéns pelos seus comentários.

1:28 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Sócrates é roto!

3:35 da tarde  
Blogger Cartouche said...

Ó pessoal: para abreviar, vocês foram os que berraram contra a libertinagem do fim da escravatura, contra a banbuchata do voto feminino, contra o crime do aborto controlado e agora berram contra as famílias gays. Estão mortos e não sabem.

10:55 da tarde  
Anonymous tito said...

Vai-te catar, degenerado!

2:04 da manhã  
Anonymous aa said...

Rotos e sapatonas, deixem as nossas crianças em paz!

1:17 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home